‘Apagão’ – Falta de mão de obra qualificada ameaça frear o crescimento do Brasil.

Empresas Brasileiras e Multinacionais vem tentando, sem sucesso, preencher postos de trabalhos que exigem especialidades específicas. Uma pesquisa da consultoria de Recursos Humanos realizada pela Korn Ferry, aponta que o país terá em 2020 um déficit de 1,5 milhão de profissionais, considerando as vagas abertas e as que serão preenchidas por profissionais sem a qualificação considerada ideal.

 O estudo ainda demonstra que esse número deve crescer até 2030, podendo atingir uma taxa de até 12,9% ao ano, e atingir mais de 5,1 milhões de vagas. As principais formações demandadas pelas empresas, envolvem cargos relacionados as áreas de:

– Desenvolvimento de produtos tecnológicos

– Saúde e Ciência da Vidas

– Marketing digital e Publicidade;

– Logística e Qualidade;

– Administrativo –  Comercial e Vendas

– Construção Civil;

– Industrial e Elétrica – Serviços e Manutenção

O levantamento da Korn Ferry é global, feito em 115 mil empresas pelo mundo, sendo mais de cem empresas no Brasil. “É sempre difícil encontrar profissionais nessas áreas, por isso o programa de salários e benefício tem de ser atraente”, diz Vanessa Togniolli, gerente sênior de desenvolvimento organizacional.

Há 40 anos qualificando profissionais, o LiceuTec já formou mais de 3.000 profissionais entre técnicos, especialistas e pós-técnicos, os quais preencheram as milhares de vagas das indústrias, hospitais e serviços.

Parceiro do Hospital do Amor, Santa Casa, Cutrale, Tereos entre outros, o LiceuTec possui cursos técnicos em Automação Industrial, Eletrotécnica, Enfermagem, Radiologia Farmácia e Administração. Saiba mais! Clique aqui e conheça os nossos cursos. 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo e da rádio Panamericana.

Deixe uma resposta