Chacoalhão da Educação

01 02

Todos os anos, no dia 28 de abril, comemora-se o dia da Educação. Data mais que justa de ser lembrada por sua importância para as pessoas e ao país. No entanto, esse ano, em meio a uma pandemia e isolamento social, a Educação levou um tremendo chacoalhão! Sobre esse momento que estamos passando é que vamos falar.

Não existe solução perfeita para esse momento. Vamos fazer o que dá para ser feito. O que as escolas particulares têm feito não é oferecer o ensino a distância. O EaD pressupõe um planejamento prévio e uma estratégia pedagógica que não condiz com a situação atual. As escolas tem oferecido um ensino remoto.” Trecho extraído da entrevista do Roda Viva da TV Cultura com a presidente do Escola para Todos, Priscila Cruz, no dia 13/4.

            Essa foi a estratégia utilizada pelo LiceuTec, o ensino remoto. Com um time de professores experiente e dedicado, muitos deles com atividades docentes no ensino superior a distância, imediatamente, ao estancar as atividades presenciais, tomaram a dianteira e treinaram os demais professores e, com apenas uma semana de paralisação, foram iniciadas as aulas remotas.

Todos estão percebendo a importância da escola, do espaço escolar, do professor, da importância de os alunos conviverem com adultos que não são da sua família, que pensam diferentes sim; isso forma o pensamento, o caráter, a visão de mundo. Ensinar não “é para qualquer um”. Ensinar bem é uma ciência muito difícil. Neste momento fica a reflexão que dá trabalho e é difícil a garantir a aprendizagem dos nossos filhos”, declara Priscila Cruz em mais um trecho de sua entrevista.

Professores, diretores e coordenadores agora, planejam o momento do retorno. Haverá uma acolhida toda especial e atividades de integração e convivência. Uma equipe multidisciplinar identificará os alunos com deficiências ou de baixo rendimento e esses serão submetidos a um amplo processo de reforço e recuperação.

 

 

 

Deixe uma resposta